Missão de Preparação do Projeto das Obras da estrada Gouga-Mbaïki-Bangui e de Melhoria da navegação no Corredor fluvial Brazzaville-Bangui.

Março 24, 2021

Uma missão do Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) chefiada pelo Senhor Augustin KARANGA, Economista Chefe dos Transportes, iniciou nesta terça-feira, 15 de Março de 2021 uma reunião com vista a preparar o Projeto das Obras da estrada Gouka-Mbaïki-Bangui e de melhoria da navegação fluvial Brazzaville-Bangui, primeira fase do Projeto das Obras da estrada Ouesso-Bangui-Ndjamena e de melhoria da navegação no rio Congo e seus afluentes Oubangui e Sangha : CD13.

Este encontro por videoconferência tem lugar em concertação com os Ministérios e agências nacionais competentes, entre outros, da Economia, do Plano, das Finanças e do Orçamento, das Obras Públicas e da manuntenção rodoviária, dos Transportes, do Meio Ambiente, dos Assuntos Sociais, da Promoção da Juventude e da Energia da República Centro-Africana e da República do Congo em presença dos representantes do Banco de Desenvolvimento dos Estados da África Central (BDEAC), da Comissão Internacional da Bacia Cogo-Oubangui-Sangha (CICOS) e da Comissão da Comunidade Económica dos Estados da África Central (CEEAC).

Sra. NGAKONO Marie Thérèse Chantal Esposa MFOULA EDJOMO

A missão tomará em primeiro lugar conhecimento dos documentos susceptíveis de justificar o projeto em relação com as prioridades de investimento a curto e a médio prazos nos setores rodoviário e fluvial e verificará a disponibilidade e a qualidade técnica dos dossiers de estudos pertinentes existentes. Em seguida, ela definirá, em concertação com os Governos concernentes, o quadro global de intervenção do projeto, em referência, nomeadamente, ao Plano Diretor Consensual dos Transportes na Africa Central (PDCT-AC), ao Plano de Ação Regional de facilitação das trocas comerciais e dos transportes e aos estudos detalhados do projeto das obras do Corredor de Desenvolvimento 13 (CD 13). E finalmente, a mesma determinará uma ordem de prioridades em termos de intevenção no corredor multimodal Pointe-Noire-Brazzaville-Ouesso-Bangui-Ndjamena e fixará os objetivos setoriais e específicos a serem integrados no quadro lógico centrado nos resultados da operação desencadeada.

Falando em nome de Sua Excelência lo Embaixador Gilberto Da Piedade VERISSIMO, Presidente da Comissão da Comunidade Económica dos Estados da África Central, indisponível, na altura da cerimónia oficial de abertura, Sua Excelência  NGAKONO Marie Thérèse Chantal Épse MFOULA EDJOMO, Comissária para o Ordenamento do Território e Infra-estruturas agradeceu em primeiro lugar todos os participantes estratégicos presentes e, particularmente o Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) pelos seus apoios multifacéticos nos diversos setores de intervenção da CEEAC e, que não regateia esforços para acompanhar os Estados membros e a nossa Instituição na realização das suas missões no setor das infra-estruturas, especificamente no domínio dos transportes.

Uma visão dos participantes

« Um avez mais, o BAD manifestou sua aprovação para o lançamento da construção do CD 13 (Ouesso-Bangui-N’Djamena e a navegação no rio Congo e dos seus afluentes Oubangui e Sangha), e isto após a solicitação que lhe será endereçada pela RCA e a solicitação complementar da Comissão da CEEAC, com vista a um apoio financeiro em favor da RCA, para garantir a concretização deste projeto. Trata-se de um sinal forte para este Estado da sub-região », sublinhou.

Ressaltando que o Presidente em exercício da CEEAC, Sua Excelência Denis SASSOU N’GUESSO fez do desenvolvimento das infra-estruturas uma das prioridades do seu mandato com vista a garantir o desenvolvimento da sub-região, a Senhora Comissaria precisou que a CEEAC conta com os apoios multifacéticos de diversos parceiros técnicos e financeiros e particularmente do BAD, para que a mobilização dos recursos financeiros seja feita e efetiva para a realização das infra-estruturas na África Central. «  A CEEAC está convicta de que beneficiará de um acompanhamento para superar este grande desafio. », concluiu a mesma.

O representante do BAD, por sua vez, sublinhou que « o projeto demonstra a determinação do BAD em apoiar a CEEACE e sobretudo os Estados membros, na implementação do PDCT-AC adotado pelos Chefes de Estado em Janeiro de 2004 ».

A título de lembrete, o Projeto de Estudo da estrada Ouesso-Bangui-Ndjamena e da navegação no rio Congo e seus afluentes Oubangui e a Sangha beneficiou de um financiamento do BAD, por um montante de 8 milhões de Unidades de Conta completados pelos fundos de contrapartida estabelecidos pela CEMAC e pela CEEAC de um montante de 480 milhões de FCFA.

O encontro teve início esta manhã e decorrerá até 25 de Março de 2021 com a assinatura do Memorando da missão.