MENSAGEM DE SUA EXCELÊNCIA ALI BONGO ONDIMBA PRESIDENTE DA REPÚBLICA GABONESA E PRESIDENTE EM EXERCÍCIO DA CONFERÊNCIA DOS CHEFES DE ESTADO E DO GOVERNO DA COMUNIDADE ECONÓMICA DOS ESTADOS DA ÁFRICA CENTRAL POR OCASIÃO DA PRIMEIRA CELEBRACÃO DO DIA DA INTEGRACÃO REGIONAL DA ÁFRICA CENTRAL

Outubro 19, 2020

Senhores Chefes de Estado e de Governo

Senhoras e Senhores,

 

Senhoras e Senhores,

Povos da África Central.

Nós celebramos hoje, 18 de Outubro de 2020 a primeira edição do Dia da Integração regional da África Central, sob o tema : A CEEAC na encruzilhada rumo à integração da África Central.

Comemoramos a criação da Comunidade Económica dos Estados da África Central (CEEAC).

Esta celebração oferece-nos a ocasião para nos debruçarmos sobre a nossa memória colectiva de nos refirirmos ao nosso passado e de avaliarmos o nosso presente e de preparmos melhor o nosso futuro.

Com efeito há 37 anos os Chefes de Estado da nossa organização comunitária assinaram em 18 de Outubro de 1983 em Libreville o Tratado que instituiu a Comunidade Económica dos Estados da África Central.

O objectivo dos Chefes de Estado era de promover e de reforçar uma cooperação harmoniosa assim como um desenvolvimento dinâmico, equilibrado dos Estados da África Central com vista a melhorar as condições de vida e o bem-estar das populações.

Ao analizarmos o processo de integraçao no quadro da 16a. Conferência dos Chefes de Estado e de Governo realizada em 25 de Maio 2015 em N’Djaména, no Tchad, os Chefes de Estado e de Governo da CEEAC saudaram os progressos realizados neste dominio.

No entanto notaram que estes progressos estavam aquém das suas expectativas assim como as das populações face às capacidades e às ambições da nossa comunidade. Portanto, foi tomada a decisão de se proceder a uma reforma institucional profunda a fim de adaptar a nossa organização comunitária aos novos desafios e às novas exigências.

Esta reforma tinha por objectivo de fazer da CEEAC uma Comunidade Económica Regional viável e forte dotada de um executivo com uma nova configuração. Hoje,

o Tratado revisto da CEEAC assinado em 18 de Dezembro 2019 em Livrevlle entrou em vigor. A Comissão, novo orgão executivo da nossa Comunidade cujos membros prestaram juramento em 31 de aout 2020 entrou em funções.

Com esta reforma institucional, a CEEAC se encontra doravante numa encruzilhada. Com efeito, o futuro dos nossos Estados dependerá das decisões que tomarmos hoje.

Sim, estamos numa encruzilhada, do meu ponto vista, a única via capaz de tornar efectiva a integração da África Central é a que favoreça a criação de uma comunidade de destinos, solidária para os povos da nossa sub-região.

Senhores Chefes de Estado e de Governo,

 

Senhoras e Senhores,

 

Senhores Chefes de Estado e de Governo,

Senhoras e Senhores,

Povos da África Central.

Esta primeira celebração do Dia da Integração Regional deverá levar-nos a nos direccionarmos realmente para novos horizontes a fim de nos empenharmos numa integração regional a que todos aspiram.

Assim, regozijo-me pela institucionalização deste Dia como símbolo da nossa organização colectiva que são a bandeira, as divisas e o hino da nossa querida comunidade.

Exorto portanto a todo o povo da África Central, particularmente a nossa juventude para que se apropriem destes símbolos e valores que constituem o fermento da nossa cidadia comunitária. Nesta perspectiva, insto à Comissão da CEEAC no sentido de se empenhar na materialização da divisa e do hino da Comunidade.

Senhores Chefes de Estado e de Governo,

 

Senhoras e Senhores,

 

Povos da África Central.

No momento em que celebramos o primeiro Dia da Integração Regional devemos ter presente, hoje mais do que nunca, a nossa firme vontade em fazer da CEEAC um espaço de paz, de prosperidade e de solidariedade.

Nao poderia concluir a minha intervenção sem render a merecida homenagem aos Chefes de Estado fundadores da nossa Comunidade cuja visão política permitiu-nos dispor deste importante instrumento de desenvolvimento que é a CEEAC.

Desejo a todos um bom Dia da Integração Regional da África Central.

Viva a integração regional.

Viva a CEEAC

Eu agradeço